domingo, 15 de janeiro de 2017

TALVEZ PORQUE O HOMEM NÃO VESTIU FATO

PRESIDENTE DE PARAQUEDAS


Foi um JOMAV desnorteado aquele que apareceu no Gabão. Tal como um gato, não deixou marcas. Está bem de ver que o presidente não foi sequer convidado, e como não estava em visita de Estado e nem a nível oficial, foi mantido à distância e votado ao ostracismo. Deu-lhe na gana de ir e foi. E teve o que mereceu.

O presidente José Mário Vaz foi visto uma única vez no estádio - quando, acompanhado do presidente Ali Bongo, desceu ao relvado, envergando uma camisola XXL naquele corpo magro e escanzelado. Depois, desapareceu de cena.

Na tribuna de honra, o presidente do Gabão (cuja equipa defrontou a selecção da Guiné-Bissau) tinha ao seu lado o todo poderoso presidente da CAF, o camaronês Issa Hayatou. E o JOMAV? Nem vê-lo! Foi melhor assim, pois poupa-nos a vergonhas... AAS