sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

COMUNICADO DE IMPRENSA DO PAIGC


O PAIGC comunica que foi preso e encarcerado na prisão da Segunda Esquadra por ordens directas do Primeiro-ministro o Chefe da Segurança Pessoal do Presidente do PAIGC, Deputado e ex-Primeiro-ministro, camarada Domingos Simões Pereira.

Para o PAIGC esta prisão do Chefe da Segurança Pessoal do seu Presidente enquadra-se perfeitamente no quadro sombrio denunciado atempadamente pelo ex-candidato Presidencial e líder da APU-PDG, eng. Nuno Nabiam de que havia um plano sinistro em execução.

A mudança do Corpo de Segurança na ANP, a violação do Gabinete do Presidente da ANP e agora a prisão do Chefe da Segurança pessoal do líder do PAIGC, bem como a chegada ontem de um pedido para levantamento da imunidade ao Deputado Domingos Simões Pereira são sinais que preocupam seriamente o PAIGC.

Chamamos a atenção da comunidade internacional para acompanhar a evolução destes graves acontecimentos que põem em perigo o Estado de Direito Democrático e a própria democracia guineense.

O PAIGC apela aos seus militantes e simpatizantes a manterem-se firmes e vigilantes perante esta tentativa de instaurar um regime ditatorial na Guiné-Bissau.

A Direção Superior do PAIGC mantem-se unida e coesa em torno do seu líder, o camarada Presidente Domingos Simões Pereira e tudo fará para salvar o país da situação perigosa e inaceitável que o senhor Presidente da República e os seus acólitos o estão conduzindo.

O PAIGC bater-se-á com todas as suas energias para que o país encontre o seu rumo, só possível com o cumprimento pleno do Acordo de Conakry.

Bissau, 25 de janeiro de 2017

O Secretariado Nacional do PAIGC