quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

JOMAV, DJOI E A REFORMA DO GOVERNO DE UMARO SISSOKO

Este país é mesmo banal. Administração de JOMAV banalizou a Guiné-Bissau de tal forma que muita gente, perdem a capacidade de raciocínio e noção de como é que se faz certas coisas.
Reforma, o filho da Puta de JOMAV nem sabe o que é reforma, como é que ela se faz.
Mas como temos noção de como se faz, vamos fazê-lo entender. A reforma não se faz em dois anos. É um processo de médio e longo prazo.
Um Governo de gestão, não faz reforma. As reformas são feitas com promessas eleitorais, através de um diagnóstico prévio. 
Sr. Jomav, o que é que se vai reformar na Administração Pública? Mandar as pessoas para casa? É Este o teu entendimento sobre a reforma?
Portanto se não és burro, e o Djoi não é igual a tu, mandar para a casa, não é reforma. Ou é reforma por velhice ou licenciamento.
Reforma é aquilo que tu não permites os outros fazer.
Reforma significa, avaliar o funcionamento do país e concluir se funciona ou não. Se não funciona, vais imprimir melhorias, alterações necessárias, para que o que o que não funcionava, funcione.
As reformas são neste caso, o conjunto de propostas de alteração que uma estrutura política ou administrativa submete ao Parlamento e instituições competentes, para produzir melhorias no funcionamento de cada um.
O Djoi não sabe isso e nem tu.
Tu, JOMAV tens um,a empresa administrada por clã. Foste para o poder e fico o teu filho. Quem não consegue organizar coisas próprias, não partilha com os outros. 

o ambiente político, não permite fazer a reforma nem na tua mente.
Traidor e mentiroso da merda. 
Catsandei