quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Djurto apresentado...

 
Por: MUSSA BALDE
Nota Solta
Para os apaixonados pela Seleção Nacional e que duvidavam da existência do “Djurtu” e que desconhecem o nome em português deste animal portentoso, aqui têm pequenas informações sobre o bicho que esperamos venha a dar alegria aos guineenses já a partir do dia 14 de Janeiro no CAN do Gabão.
Djurtu significa cão-selvagem-africano ou cão-caçador-africano ou simplesmente Mabeco, o que quer dizer em dialecto Kimbundu (língua falada em Angola) aquele que persegue.
Djurtu é assim um exímio caçador. Raras vezes se lhe escapa a presa visada.
O nome científico da família do Djurtu que existe na floresta da Guiné-Bissau é Lycaon Pictus.
O Mabeco é um canídeo (da família dos cães) típico da floresta africana sobretudo nas savanas.
O Djurtu é um animal aparentemente pequeno, por medir entre 18 e 36 quilos em idade adulta com um comprimento total entre 84,5 e 141 centímetros e uma cauda que varia entre 31 e 42 cm, mas versátil e forte na hora do ataque.
Às vezes aparenta ser um lobo, mas não o é. Djurtu é Djurtu. É como a Guiné-Bissau, quase sempre deixa transparecer a imagem de um país à deriva mas do nada, sacode-se e ergue-se das cinzas
Não tenho bem a certeza, mas creio que o nome Djurtu foi dado à seleção nacional pelo célebre locutor da RDN Jorge Panahamoday Antchancthu Tchagô.
Mantenhas Mussá Baldé