terça-feira, 1 de novembro de 2016

O Hospital Nacional Simão Mendes dispõe uma fábrica de produção de oxigénio, com a capacidade de produzir seis garrafas em cada doze horas.
A pequena unidade fabril está incorporado do dentro das instalações do hospital com máquinas de última geração.
A cerimónia de inauguração deste centro foi presidida pelo ministro de Saúde pública, Domingos Malu, que na ocasião pediu um bom uso dessa infra-estrutura.
Orlando Lopes, Director do Hospital Nacional Simão Mendes, afirmou que a fábrica vai minimizar o sofrimento dos pacientes deste centro hospitalar de referência.
Recordamos que, o referido hospital confrontava constantemente com a falta de garrafas de oxigénio para o atendimento dos pacientes.