quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Não vamos dar o gosto ao DIABO.

Revolução de Bissau - O Despertar da Consciência Cívica
Não vamos dar o gosto ao DIABO.

Estamos num país democrático onde impera a liberdade de constituição de organizações, assim como a liberdade de expressão e de manifestação.
Se houver 5, 10 ou 20 Movimentos, na nossa perspetiva, é bem-vindo porque vai enriquecer o debate cívico e democrático.
Que cada organização ou movimento assuma as suas responsabilidades em defesa daquilo que eles defendem como o melhor para a Guiné-Bissau e em cumprimento com a lei.
Somos um movimento popular e não garotos de propaganda. Temos estratégias bem definidas com capacidade de argumentação e fundamentação das nossas ações cívicas.
O que não vamos aturar é a invenção e calúnia que tem sido um matabicho, djanta cu cia na Guiné-Bissau. Kin ku ka lembra de historias de Dog Muras? Kin ku ka lembra historia de Nigerianos cu ta trafica mininus? tudu calunia, hora cu bu punta alguim provas i ta falau: N'obi nan. 
MUNTRUNDADI TEM CU CABA NES TERRA.


Assim sendo, vamos processar judicialmente os autores de falsas acusações contra o nosso Movimento, para apresentarem provas do nosso aliciamento por parte dos políticos.
Insinua cuma djintis ku bai es marcha dado dinhero i um falta de respeito garandi pa Povo de Guiné-Bissau e principalmente pa Juventude guineense.
Luta na continua, pabia POVO I KA LIXU!

Tirado do facebook de Lesmes Monteiro