terça-feira, 22 de novembro de 2016

"Mudanças sem mudar a mentalidade das pessoas"

Tem uma disciplina muito importante chamada "gestão de mudanças". O objectivo dessa disciplina é tornar gestores capazes de explicar aos funcionários as vantagens de mudanças, mas também saber lidar com as possíveis contradições que possam surgir por parte de alguns funcionários.
Hoje, decidi falar um pouco deste tema porque tem muito a ver com o nosso País. Os políticos e dirigentes não estão a acompanhar as mudanças que acontecem no mundo, e, nem estão interessados em mudanças porque querem manter o status quo e os privilégios que há muito tempo se tem mantido.
Hoje sinto-me motivado quando vejo que os primeiros passos para as mudanças necessárias estão a ser dado pelos jovens que sentem-se traídos pelos políticos e dirigentes do País, jovens com formação, mas sem emprego, jovens cansados de viver na miséria!
Para os que ainda não querem acompanhar as mudanças, um conselho: ainda é tempo de "reposicionarem-se" e acompanhar as mudanças que os jovens começaram através de manifestações porque não haverá quem vai por dedo no botão "stop".
hoje é tempo mais do que nunca de começarem a pensar em mudanças que, apesar de estar a acontecer de forma muito lenta, mas já estão a acontecer. Exige-se mudança de paradigma na forma de gestão do estado e de coisa pública.
Abaixo inimigos do desenvolvimento; 
Abaixo bajuladores; 
Viva jovens guineenses! 
Que Deus abençoe o nosso País!