quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Crise política


O representante da União Africana na Guiné-Bissau, Ovídio Pequeno está reunido com as delegações do PAIGC, UM e PCD, na sua sede em Bissau.
A reunião que começou por volta das 16h ainda está a decorrer.
Três das cinco formações políticas que compõem o parlamento da Guiné-Bissau, Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), Partido da Convergência Democrática (PCD) e União para Mudança (UM), recusam-se a fazer parte do Governo, que pretende ser de inclusão para tirar o país da crise política em que se encontra há 15 meses.
Os três partidos não concordaram com o nome de Sissoco Embaló, um general na reserva de 44 anos, proposto pelo chefe do Estado guineense, José Mário Vaz, como primeiro-ministro.
Por: Alison Cabral