sexta-feira, 14 de outubro de 2016

E DEPOIS DISSE ISSO ÀS MULHERES DE MIGUILAN

“O Engº. Carlos Correia está aqui e pode ser o meu testemunho. Um dia antes da votação do Programa do Governo, fui procurar o presidente do PRS para falar com ele sobre o programa e mostrar o meu medo quanto as consequências das divergências. Falamos sobre as possíveis cedências de cada uma das partes. Fui ao encontro do presidente da ANP falamos do mesmo assunto e finalmente com o Primeiro-ministro. Qual era estratégia? Era para nós os quatro acertarmos uma posição que posteriormente seria comunicada ao Presidente da República. Para o meu espanto o que acontece é que, duas horas depois, tudo o que havíamos acertado já não servia para nada. Não há dúvidas: é que atrás, há sempre alguém a dizer não aceitem, porque tenho mais para vos dar”.