sexta-feira, 28 de outubro de 2016

DOKA NERVOU E COBOU MAL NO DIALECTO FULA. DEIXA RIL EM PRETUGUÊS KAF KAF KAF

Doka, tu não aprendes com ninguém no teu relacionamento com JOMAV. Pergunte ao DSP, Braima Camará e Baciro Djá. Usa e deita fora, porque ele só pensa na primeira pessoa: EU.
Tu já estás descartado. O teu prazo passou. Bu na cobal mal tok bu cansa. I ka coba mal ku na pui JOMAV muda. OU BU COBA SI PAPÉ, PABIA I ÚNICO KUSSA KU I FALA I KA MISTI.
Ratcha cadera, sim, kila pudi mudal.

PUBLICAÇÃO DE DOKA A SEGUIR. MAMÉ DI JOMAV KU BACIRO KILAS KU IMÁS COBA MAL.
Todos falam mas ninguém faz um corno. O típico do guineense, querem tudo no frio mas ninguém se esforça.  É a improdutividade no seu mais alto nível. 
Hoje sexta, ninguém no seu posto de trabalho e os que estão,  antes da uma da tarde, desaparecem porque os muçulmanos na bai rassa.
Ok, muçulmanos na bai rassa e cristaos gossi tudo tá bai meskita.  Subuananlay; astafurlay. Hum hum. 
Em Inglaterra e em todas as empresas;  cada qual no seu intervalo vai para um cantinho e reza uma média de 15 minutos. Ahhh... 
Depois de 43 anos, damos de conta da competência. 
Não estamos A fazer nada.
Bissau está podre. O povo saturado.
A quem doer ou tocar que vá perguntar a um fula o significado de Botere banma, colodje banma, setere ina mudo, coti ina  ma, faturu.