quinta-feira, 13 de outubro de 2016

CEDEAO TAMBÉM ESTÁ QUASE A LATIR COMO O POVO DA GUINÉ-BISSAU LATIU COM CRISE DE JOMAV

Reunião de mediação em Conacri
A partir da Guiné-Conacri, os países da África Ocidental pediram hoje aos dirigentes da Guiné-Bissau para que se entendam com urgência e acabem com a crise política no país, lê-se num comunicado da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) a que a Rádio Jovem teve acesso.
"A CEDEAO apela a todas as partes envolvidas na discussão em curso a aproveitar esta ocasião para pôr termo ao bloqueio institucional que afeta o país, atendendo aos superiores interesses dos cidadãos" e pede um acordo "urgente", refere-se no documento.
"A comunidade reitera a necessidade urgente de se chegar a um acordo durável para garantir a estabilidade da Guiné-Bissau", sublinham.
"A CEDEAO reafirma o seu apoio à colocação em marcha do roteiro de seis pontos que deverá levar o país a seguir o caminho da coesão social e da erradicação progressiva da pobreza", conclui-se no comunicado.

Nota GP: tirado abusivamente do facebook de Braima Camará